Anuloma-Viloma Azteca [série Turista Transcendental]

Anuloma-viloma é uma expressão em sânscrito que define o pranayama (controle respiratório/energético) que se vale do princípio da alternância da respiração pelas narinas esquerda e direita, e cuja finalidade é equilibrar os nossos lados esquerdo/lunar e direito/solar.

Anuloma-viloma azteca foi concebido como uma alegoria desse pranayama através da edição não linear de imagens de vídeo captadas, em Teotihuacán, zona arqueológica localizada perto da Cidade do México cujo nome, na língua Nahuatl, significa o ‘lugar daqueles que seguem a estrada dos deuses'.

A edição apresenta duas ações impossíveis de serem executadas no plano físico. Na primeira parte do vídeo, intitulada chandra (lua, em sânscrito), a câmera grava a ação de subir os degraus da Pirâmide da Lua para, em seguida, descer as escadarias da Pirâmide do Sol, ambas localizadas na Avenida dos Mortos. O ciclo deste ‘pranayama visual' é completado pela segunda parte do vídeo, intitulada surya (sol, em sânscrito), ou seja: a subida da escadaria da Pirâmide do Sol, até o topo, seguida da descida dos degraus da Pirâmide da Lua, até o chão. Ao subir e descer as pirâmides, ouve-se o som emitido quando se pratica a respiração conhecida como ujjayi, sincopado e ruidoso, que auxilia tanto na resistência física, durante a ação longa e cansativa, quanto na concentração, propiciando a meditação em movimento.


2011 
da série Turista Transcedental
vídeo monocanal HDV/NTSC cor/som
duração 26'41"
edição de video Isabel Escobar
edição de audio Alexandre Hang, Drum Estúdio



Aztec Anuloma-Viloma [Transcendental Tourist series]

Anuloma-viloma is a Sanskrit term that defines pranayama (breath/energy control), which relies on the principle of alternating breath between left and right nostrils to balance our left/lunar and right/solar sides.

Aztec anuloma-viloma was conceived as an allegory of pranayama, using non-linear editing to present video images shot near Mexico city at the archeological zone of Teotihuacan, a name that means, in the Nahuatl language, 'the place of those who follow the road of the gods.' The tape presents two actions that cannot actually be executed. In the first part of the video, entitled chandra (moon in Sanskrit), the camera records the act of climbing the steps of the Pyramid of the Moon in order to, subsequently, descend the steps of the Pyramid of the Sun, both located on the Avenue of the Dead. The cycle of this 'visual pranayama' is completed by the second part of the video, entitled surya (sun in Sanskrit), showing the climb to the top of the Pyramid of the Sun followed the descent to the bottom of the Pyramid of the Moon. As one goes up and then down, one hears the sound of ujjayi breathing, syncopated and noisy, which benefits, through moving meditation, both physical strength and concentration during long and tiring activities.
 

2011
from Transcedental Turist series
single channel video HDV/NTSC color sound
length 26'41"
video editing Isabel Escobar
audio mixing Alexandre Hang, Drum Estúdio